domingo, 5 de julho de 2015

Estamos acostumados ao mesmo, e isso realmente importa?

Foto bem hipster para ilustrar esse post bem revoltado.
 A base dos blogs de hoje em dia é: É tudo a mesma merda. Só muda o layout, e ás vezes nem isso porque pra quem conhece HTML sabe que é o mesmo modelo, só que com cores e edições diferentes.
E o conteúdo ainda é extremamente parecido. Looks do dia (Que são a mesma coisa só que em meninas diferentes.), resenhas de livros (Que aliás são sempre os MESMOS livros em TODOS os blogs.) posts com dicas de filmes que vão ser lançados em tal mês... Que você já está cansada de saber da existência já que TODOS os blogs citam os mesmos filmes, mas você também tem um blog e quer comentários então o que você faz? Comenta algo legal no post e ainda deixa seu link no final de forma nada sutil.
O ponto de tudo isso? Ninguém se importa com absolutamente nada do que todos estamos falando. Ninguém se importa com nada desde que eles não ganhem nada de volta, agora se você vai ganhar alguma coisa por criar tal post ou deixar tal comentário, opa, virei fã número um de tal produto e tal blog. Essa é a realidade.
Ninguém realmente se importa com o que você está vestindo e todos estão cansados dos mesmos posts de dicas que... Bem, nunca mudam. São a mesma coisa, só que com uma fonte diferente no corpo do texto e as pessoas visualizam por curiosidade e comentam pelo único motivo de saberem que a pessoa do outro lado vai ver o link deles e comentar também. É tudo uma troca, e se seu blog é pequeno e desconhecido ele vai continuar sendo assim porque nenhum dos grandes vai querer te ajudar porque eles são grandes e continuam crescendo cada vez mais. E porque? Porque são os mesmos blogs sobre as mesmas coisas.
E você quer ganhar dinheiro com blog? Ninguém que está lá em cima vai te ajudar. É a hierarquia. Você já deve ter visto um milhão de vídeos e posts sobre como ganhar dinheiro com isso, mas no final as blogueiras falam, falam, falam, mas não falam nada porque o que elas vão ganhar dizendo qual é o plano mágico de se dar bem com blog? Isso derrubaria toda a magia que faz com que os blogs pequenos continuem pequenos e os grandes cresçam cada vez mais.
"Ai Stephane você está sendo uma chata." Pode ser que esteja sim, mas isso é verdade.
Estamos todos acostumados com a mesma coisa, o mesmo conteúdo e as mesmas opiniões e quando algo muda ninguém gosta porque quer pagar de certinho moralista.
Todos ficam postando textos inspiradores sobre como devemos mudar o mundo e etc, mas ninguém é capaz de levantar a bunda e fazer alguma coisa que preste, porque se levantam e vão fazer algo é destruição, é quebra-quebra e nada inteligente.
Do que adianta todos brigarem tanto e destruírem tanto em manifestações se a maioria só está lá para dizer que foram em tal manifestação do facebook e postar foto de ódio no twitter com hashtags de muda o mundo ou derrube a Dilma. A maioria nem sabe do que estão falando ou pelo o que estão lutando, só estão lá por que alguém disse que isso ia mudar o Brasil, mas ninguém teve a capacidade de perguntar o porquê já que somos um bando de acomodados que fazem exatamente o que alguém manda. É tudo a base de "Faça!" e todos responderem com "Amém!" e acharem que isso faz alguma bela diferença.
Tudo é a mesma coisa com pequenas diferenças e ninguém realmente quer algo novo porque podemos sim ficar gritando aos quatro ventos que estamos querendo mudar alguma coisa e que estamos lutando, mas se essa mudança chegasse todos os que diziam que estavam lutando iam arrumar um motivo de reclamar do que eles tanto pediram que chegasse e isso porque desde o início ninguém nem sabia pelo o que estava lutando.
Somos seres que falam, falam, falam, falam, e falam mais um pouco, mas na hora que as coisas apertam saem correndo porque não querem ser os primeiros a levar a multa da vida.
Ninguém é gentil sem pedir nada em troca, ninguém é legal sem querer algo em troca e raras são as pessoas hoje em dia que fazem uma bondade apenas por fazer e não por seus motivos estúpidos pessoais de querer parecer bonzinho. Mas o fato é; a internet é um lugar onde podemos ser o que bem quisermos e tudo bem, mas no final do dia você é o que reflete no espelho. Não importa quantos milhares de seguidores tem e muito menos quantas curtidas numa frase revoltada do facebook você teve. O que importa é: você fez alguma coisa para mudar isso ou apenas reclamou?
Você contou suas dificuldade para ajudar alguém que está tendo um péssimo dia ou para conseguir atenção? Quantas mentiras para parecer "legal" você contou hoje?
Quantos conteúdos que funcionaram em algum lugar você copiou porque queria o mesmo que essa pessoa tem?
É triste chegar ao meu blog e ver que ninguém se importou em comentar apenas por gostar do meu conteúdo, é claro que é, mas prefiro que seja assim e eu continue sendo eu mesma ao invés de fingir ser um ser humano perfeitinho e maravilhoso e conseguir milhares de seguidores e comentários aqui e ali por uma mentira ou porque todos sentem pena de uma historinha triste que contei.
Já desabafei muito por aqui, e já fiz posts com todas as minhas opiniões sobre os mais variados assuntos, mas me mantenho ligada a este pensamento: podem me oferecer um milhão para falar algo que não quero dizer e vou negar porque me importa mais o que eu acho de mim sozinha, do que milhões de outros acham de mim quando estou rodeada de pessoas.
Há sempre dois lados da história e em um deles sempre vai ter um monstro, e o trocadilho é que nem sempre são dois personagens diferentes.
Você quer fazer um pouco mais do mesmo? Então faça porque a única pessoa que vai arcar com as consequências de seus atos é você mesmo e desde que você esteja feliz com isso, então qual é o problema?
Quer fazer algo diferente? É a mesma coisa. Tudo é a partir de nossas decisões. Ninguém pode dizer o que devemos ou não fazer, bem, até podem, mas quem escolhe o fazer ou não é você.
O que conta no final não é quem me ama ou ama meu trabalho ou minhas aleatoriedades, é se eu amo meu trabalho e minhas aleatoriedades.
Você ama o que faz e o quê é? Então foda-se o resto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário