segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Lugar Nenhum: por Isabelle Neves

OLÁ ESTRELINHAS LINDAS DO MEU CORAÇÃO!
Hoje vocês podem comemorar, tem mais post da Belle aqui no blog!
O post de hoje é sobre o livro Lugar Nenhum, ainda não tive a oportunidade de ler, mas, como está na lista de favoritos da Belle autorizei o post.
Tenho certeza de que vão adorar! Então... Fiquem com a Belle no post de hoje. =)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Capa do livro e o autor do livro. Fotos tiradas do google.

Olá galera, estou de volta! 
Parece que a dona do blog simpatiza – um pouco que seja – comigo e me convidou para fazer posts semanalmente aqui, até que ela se canse definitivamente de mim (o que eu espero que não aconteça tão cedo, but wtf lol).
Mas hoje, minha colaboração vai para o “Isso não é uma resenha”. Não é uma resenha porque sou um fracasso com resenhas e com sinopses. E o livro que escolhi é um que eu amo (é quase meu amor por Harry Potter ♥), que li mais de cinco vezes e não me canso de ler: Lugar Nenhum, do gênio Neil Gaiman. Espero que gostem da não-resenha e, não digam que eu não avisei: Contém muitos spoilers!
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Sinopse: Em 'Lugar Nenhum' Neil Gaiman conta a história de Richard Mayhew, um jovem escocês que vive uma vida normal em Londres. Tem um bom emprego e vai se casar com a mulher ideal. Uma noite, porém, ele encontra na rua uma misteriosa garota ferida e decide socorrê-la. Depois disso, parecer ter se tornado invisível para todas as outras pessoas. As poucas que notam sua presença não conseguem lembrar exatamente quem ele é. Sem emprego, noiva ou apartamento, é como se Richard não existisse mais. Pelo menos não nessa Londres. Sim, porque existe uma outra - a Londres-de-Baixo. Constituída de uma espécie de labirinto subterrâneo, entre canais de esgoto e estações de metrô abandonadas, essa outra Londres é povoada por monstros, monges, assassinos, nobres, párias e decaídos - e é para lá que Richard vai.
Ano de publicação: Edição 2/ 2010
Editora: Conrad
Categoria: Literatura Estrangeira/ Romance
Número de páginas: 334


Cinco borboletas Brilhantes - Eu realmente amei esse livro/filme!
-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Agora vamos aos comentários e perguntas. Contém spoilers. CUIDADO!
Personagem favorito? Que difícil! Mas eu gosto muito da Hunter.
Hunter é aquele tipo de personagem incomum. Não tem dono nem rumo (o que, num Submundo, não é tão estranho assim). Ela é a melhor caçadora de todos os tempos, já caçou todas as coisas que possa imaginar (e ela te garante: existem crocodilos nos esgotos de Nova Iorque, sim!). Ela é forte, sagaz, inteligente. É a minha preferida.
Quote favorito? Ah, são vários. Richard é muito idiota e faz piadinhas com tudo, mas há uma em especial.

Foto por Isabelle Neves.
“ – Sou Lady Door, Filha de Portico, da Família Arco.
 - Sou Hunter. Guarda-costas.
- Richard Mayhew. Molhado.”
Ora, o que mais ele diria? “Oi, sou da Londres de Cima e vim parar no submundo porque fui um bom samaritano ajudando uma menininha machucada. Agora estou arriscando minha vida. Tudo bem?” Eu acho que não.
Qual a melhor parte do livro? Com certeza quando eles vão enfrentar a Besta de Londres. Dá uma aflição. Você não sabe quem vai morrer e o que vai acontecer no próximo passo. Até alguém ser esmagado – literalmente – pela Besta. Não vou te dizer quem foi, se não vai estragar a surpresa toda.
Que personagem você não gosta? Serpentine. Ela não fez nada no livro, mas sei lá. Não gosto dela. Ela foi rude com o Richard. Embora tenha dois assassinos profissionais que querem matar a Door, mas eu gosto deles. Não deveria gostar do Marquês de Carabas. Ele é ladrão, mas ajuda a Door, embora ele não goste do Richard. Tudo bem, Richard não é tão amável quanto parece, mas poxa! Ele perdeu a vida dele: Um trabalho fixo e uma noiva linda, Jessica.
Por que leu tantas vezes? Ah, porque é maravilhoso. A história é envolvente. Os personagens são envolventes. É tudo tão interessante! E, na verdade, também não sei porque gosto tanto assim. Eu só... gosto. Amo. E acho – definitivamente – que vocês devem ler também. Perfeito.

Comentários:
Vamos começar pela capa. Muito verde na minha opinião, mas é linda. Principalmente o anjo. A capa original, da edição 1, pela editora Avon Books, é a mais bonita. Retrata a Londres de Cima e a Londres de Baixo, vulgo Submundo. Perfect.
O conteúdo. Nem precisa falar do conteúdo. Mais perfeito ainda.
Começa com Richard em um pub da Escócia – sim, eu acho que é na Escócia – e uma velhinha aparece. Estava chovendo. A velhinha pensou que ele era um mendigo – sim, ela também era. Richard estava com um guarda-chuva do metrô de Londres – que era para onde ele ia – e deu à velhinha. Ela alertou Richard. Ah, sábias palavras.
Cuidado com portas”.
Sim. Ele deveria ter cuidado, porque Door – como o nome sugere – e toda sua família conseguem abrir e criar portas. Problemas. Muitos problemas.
Um lugar que eu amo é o Mercado Flutuante. Toda noite ele muda de lugar e é conhecido por todos na Londres de Baixo. No Merco Flutuante tem de tudo! E lá tem o Old Bailey. Se você quer mandar recados, comprar coisas perdidas, fale com ele.
No mais, a história é muito interessante e vocês devem ler agora. AGORA. E você pode comprar aqui. Então é isso galera. Eu compartilhei meu amor por Lugar Nenhum com vocês e espero que tenham gostado, agora compartilhem o que acharam.
Já sabem onde me encontrar: @againstmuggles. Até a próxima.
Xoxo, 
Isabelle.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Gostaram do post da Belle? Eu AMEI!
Logo mais aparece mais um post dela por aqui... Ansiosos? Eu estou.
Espero que vocês tenham gostado do post, vejo vocês no próximo.
xx
Stephy.

Um comentário:

  1. Ótimo. Mais um livro na minha lista de livros pra ler. Isso é legal.. .-.

    ResponderExcluir