quarta-feira, 18 de julho de 2012

O Pequeno Príncipe!

Esse com certeza é um dos livros mais legais que já li, pode parecer um livro para crianças, o que de fato é, mas O Pequeno Príncipe é mais que isso, é um livro que mostra a cada um a criança interior, que em poucas páginas nos ensina muito, este é oficialmente meu livro favorito porque nenhum outro vai juntar o irreal e o real de forma tão doce e real, se é que isso faz sentido. 



[...] As pessoas grandes adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo
amigo, elas jamais se informam do essencial. Não perguntam nunca: "Qual é o som da sua
voz? Quais os brinquedos que prefere? Será que ele coleciona borboletas? "Mas
perguntam:
"Qual é sua idade? Quantos irmãos tem ele? Quanto pesa?
Quanto ganha seu pai?" Somente então é que elas julgam conhecê-lo. Se dizemos
às pessoas grandes: "Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas
no telhado. . . " elas não conseguem, de modo nenhum, fazer uma idéia da casa. É preciso
dizer-lhes: "Vi uma casa de seiscentos contos". Então elas exclamam: "Que beleza!"
Assim, se a gente lhes disser: "A prova de que o principezinho existia é que ele era
encantador, que ele ria, e que ele queria um carneiro. Quando alguém quer um carneiro, é
porque existe" elas darão de ombros e nos chamarão de criança! Mas se dissermos: "O
planeta de onde ele vinha é o asteróide B 612" ficarão inteiramente convencidas, e não
amolarão com perguntas. Elas são assim mesmo.[...] - O Pequeno Príncipe.


Como Alec disse em seu blog : "Por fim, se eu fosse um resenhista mesmo, surtaria aqui e indicaria a leitura imediata, mas não sou assim, e creio que muitos já o fizeram. Digo apenas: leia, se você ainda acredita na vida, nos sonhos, no amor e, sobretudo, na sua criança interior. Quando tiver lido, por favor, indique a um amigo e peça o mesmo dele!" e eu devo concordar plenamente com suas palavras. (veja o post aqui)


(Abertura do desenho animado baseado no livro.)


Um comentário:

  1. Eu sempre tive curiosidade sobre este livro. Curto leitura infanto-juvenil, pois acho que a maior beleza está na inocência da narrativa para uma criança. Eu me sinto muito bem quando leio um livro destinado 'à crianças', pois é fácil o entediamento e muito bem proveitosa a moral que sempre há nos livros. Eu ainda lerei O Pequeno Príncipe, com certeza.

    Belo Post!!!

    ResponderExcluir