segunda-feira, 4 de junho de 2018

Vamos falar de diversidade?

Olá cupcakes, como vocês estão? Escrevi esse pequeno texto faz um tempinho e resolvi trazer ele para o blog no mês do orgulho gay, parece o momento perfeito para falar sobre as diferenças do mundo e como elas fazem com que tudo o que vivemos seja incrível. Espero que gostem, e feliz mês do orgulho gay! 🌈


Eu entendo se você escreveu um livro há uns 20/30 anos atrás em que todo mundo era branco e hétero. Naquela época era muito mais difícil publicar um livro que tivesse coisas mais diversas.
Mas nós estamos em 2018.
Você não precisa colocar um protagonista gay ou de outra etnia se você não quer, ninguém vai te forçar a isso. Mas representividade é RECONHECER QUE O MUNDO NÃO É SÓ DE BRANCO E HÉTERO.
Personagens bem formados são muito além da opção sexual deles ou da cor de suas peles, portanto, isso se torna um detalhe. Mas é um detalhe importante.
Um personagem é a personalidade dele, o caráter dele. Se ele é bem escrito ou mal escrito.
Ninguém deve se sentir obrigado a escrever isso, mas vocês saem nas ruas. Lá tem de tudo. Posso usar o exemplo da Paulista aqui em São Paulo que é basicamente um lugar para todo tipo de pessoa, você vê de tudo lá. Várias representações de culturas diferentes. E é lindo. E em um espaço só! Imagine então tudo mais que existe mundo á fora?
Ninguém é obrigado a escrever sobre algo que não se sente seguro em escrever, mas na real... Ser gay ou de uma etnia diferente é só um detalhe. A formação de um personagem é muito mais que isso. E é por isso que seus personagens serem diversificados deveria ser algo normal.
Por que a cor da pele deles e quem eles gostam de beijar é só um detalhe. Eles podem continuar sendo sexys, corajosos, esquisitos, péssimos ou bondosos. Eles são SEUS PERSONAGENS. Eles podem ser o que você quiser.
Eu sou a coisa mais branquela do mundo, mas passei minha vida rodeada de pessoas de etnias e sexos diferentes.
Eu conheci héteros e gays bosta, assim como héteros e gays incríveis. E eles serem bostas ou incríveis nunca foi sobre a opção sexual deles e sim sobre quem eles eram como pessoas. Mesma coisa com pessoas de etnia diferentes. Eles serem bons ou ruins nunca foi sobre a cor da pele deles e sim sobre quem eles era como seres humanos.
Eu vi pessoas diferentes e vi beleza em todas elas. E quando escrevo, por que é o meu ponto de vista, tenho a Annelize que é uma ruiva branquela de outra espécie (a pele muda de cor na transformação também, mas estamos longe de spoiler aqui), mas ela está vendo o mundo, assim como eu estou vendo. E ela vê todas as cores e todos os sexos e dessa forma eu reconheço que mais de uma coisa existe. Ela é uma personagem pansexual que acaba se apaixonando, mas não apenas por uma pessoa. Ela se apaixona com o universo como um todo e toda a beleza nele.
As pessoas não são só brancas e hétero. Você não é obrigado a escrever nada, mas você devia saber que é teu dever como pessoa reconhecer que existe mais de uma coisa no mundo.
Acrescente outras realidades, mesmo que seja no fundo. Mostre que é normal. Pode escrever sobre seus héteros brancos, eles também existem. Mas reconheçam em seus universos que outras pessoas, culturas e sexos existem.
Mas por favor, não escreva algo forçado. Não tem nada pior do que dizer que está escrevendo algo diverso, mas seus personagens serem coisas rasas cuja a única coisa que eles são é a cor da pele ou a opção sexual.
Seus personagens são vivos. Eles existem para que quem lê sinta por eles e não tem nada realista em uma pessoa que a única coisa sobre ela é "Uhulll, sou gay!" e mais nada.
Se vai escrever, escreva com conteúdo. Como você escreveria qualquer outro personagem seu. Sabe por quê? Por que eles são NORMAIS! Eles são como eu e você.
Não importa se seu personagem é de outro planeta, outra espécie, eles são coisas vivas. Eles não são só um pontinho de representatividade pra você fingir que está ajudando alguma coisa e ganhar em cima disso.
Escreva personagens inteiros. Independente do sexo, cor da pele ou qualquer outra coisa. Não os trate só como uma trope.
E reconheça que existe mais lá fora. Reconheça que tudo é normal.
Ninguém está te pedindo pra escrever sexo gay. Ninguém está te pedindo pra mudar a etnia de todos os seus personagens pra "agradar" certo público.
Eu só estou pedindo pra você pensar no mundo como algo além do que está na sua frente.
Nosso universo é cheio de cores, e nossos livros também deviam ser. E não por obrigação. E sim por que é lindo e tudo isso devia ser celebrado. Tem um motivo das pessoas terem buscado trazer cores para o mundo do cinema e da televisão e foi por que preto e branco era bonito, mas não o suficiente para mostrar tudo que esse mundo tem a oferecer.
Escreva bons personagens. Escreva um mundo bem feito e cheio de diferenças.
Fale sobre a beleza e a crueldade, fale sobre o real e o irreal.
Não importa qual tipo de livro você escreve. Só importa como você está disposto a ver a realidade em que todos nós vamos estar quando abrirmos o seu livro. E eu espero que essa realidade tenha muitas cores diferentes.
Oh, e não esqueçam que tem gente assexual também. Eles também merecem amor.É isso.
Paz. Fui.


sexta-feira, 25 de maio de 2018

Publicação de Monstros Divinos!


Então... Isso aconteceu. E eu assinei o contrato com minha caneta do Homem Aranha.
Monstros Divinos está chegando em formato físico. MEU FILHO VAI NASCER!!! E vai ter textão SIM! 😍😍😍
Há quinze anos eu criei uma personagem que mudaria minha vida e me salvaria milhares de vezes de toda a escuridão do mundo. Há dez anos venho escrevendo a saga dela oficialmente em mil formatos diferentes.
Há um ano a jornada dela deixou de ser A Princesa da Terra e se tornou Monstros Divinos.
Hoje as aventuras da minha ruiva amada, minha Annelize... Essa saga que me acompanha já faz tantos anos... Encontrou uma casa no meio das estrelas. Pela Editora Constelação eu finalmente posso trazer o início dessa jornada a todos vocês que esperaram pacientemente por tanto tempo quanto eu. Esse sonho hoje não é só meu e sim de todos nós. Obrigada por tudo meus cupcakes, e agora... Aqui está o nosso presente. O nosso tijolinho está saindo do forno. Meu bebê vai nascer oficialmente e eu não vejo a hora de ver a reação de todos vocês.
Obrigada Universo, obrigada Deus por essa benção! Você sempre soube qual seria o caminho dos meus monstrinhos e depois de muito trabalho... Aqui estamos. E esse é só o começo.
Viva Monstros Divinos! ❤
Em breve vou trazer as datas e todas as novidades sobre o nascimento oficial do meu filho, aguardem! E me sigam no twitter e no instagram para não perder nenhuma novidade, em ambos estou como @stephanelopess.

⠀⠀

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Quem não gosta de um romance com um pouco de mistério? - Misteriosa Essência de T.M Kechichian

Olá meus cupcakes, como vocês estão? Pois hoje estou super feliz em trazer o livro de uma autora amiga minha para o blog.
Conheço o wattpad faz bastante tempo, mas recentemente comecei a acompanhar algumas obras de lá e nesse caminho conheci a super querida T.M Kechichian, uma autora fofa e dedicada ao trabalho que está apenas começando com seu primeiro livro Misteriosa Essência. Vem conhecer esse mistério cheio de romance você também!



Este post não vai conter spoilers. O livro está disponível COMPLETO para leitura no wattpad, siga este link para começar a ler agora mesmo.


sábado, 28 de abril de 2018

E aí, Hogwarts Mystery é um bom jogo? (E como conseguir mais energia!)

Olá cupcakes, vocês não acharam que eu ia sumir pra sempre não é mesmo? Haha
Estou trabalhando em uma grande novidade pra vocês e por isso o blog está lentinho, mas em breve vem grandes coisas pra cá, prometo!
E até lá... Que tal falarmos sobre o novo jogo de Harry Potter, o Hogwarts Mystery? Vou falar sobre coisas básicas da forma de jogar e também vou dar algumas dicas de como conseguir mais energia para terminar missões, bora lá?


Hogwarts Mystery é um jogo que prometeu muito e fez pouco. Não me levem a mal, gostei bastante do jogo e vou continuar nele por mais algum tempo por que achei o enredo das Criptas Malditas interessante e as aulas de feitiços geralmente são bem legais. O problema com o jogo pra mim é que ele tem um acesso muito limitado se você não oferece dinheiro de verdade. 
A maioria das coisas é cara demais e há momentos em que não dá para terminar uma missão simples com a quantidade de energia que você tem, mesmo com ela estando 100% cheia, a missão precisa de mais do que você tem ás vezes e você tem que esperar muito tempo para que ela recarregue e com isso algumas missões que tem tempo limite acabam antes que você consiga terminá-las. Isso é bastante frustrante já que a única outra forma de terminar as missões em tempo seria investir dinheiro de verdade no jogo. Ao invés dessa ação ser algo possível no jogo mas sendo uma escolha do jogador de o fazer ou não, momentos assim parecem que estão querendo te forçar a fazer isso ou não tem outro jeito.


Comprar coisas com dinheiro de verdade em jogos é algo super comum, mas tem que existir uma forma de conseguir terminar todos os níveis sem precisar disso para que a jogabilidade seja funcional para todos os possíveis jogadores e não apenas servindo a quem vai realmente investir do próprio bolso para terminar as fases. Se eu não posso passar de fase sem investir no nível com meu dinheiro, esse é um problema. E deixa claro que o jogo foi feito para uma porcentagem de jogadores que investe ao invés de para todos nós, o que acontece em muitos jogos diferentes, até mais conhecidos como Candy Crush e etc. Geralmente você fica preso em um nível por muito tempo e só consegue sair se comprar algo para te ajudar, ou se você ficou muito tempo tentando sem gastar nada e o sistema para não perder um jogador te dá um booster para que você consiga passar, ou facilita o nível sem que você perceba. É triste, mas verdade.
Hogwarts Mystery tem esse pequeno problema na hora de jogar com a necessidade da energia. Os outros jeitos de jogar tem formas de esperar (Ás vezes de 3h a 4h, o que é um longo tempo, mas ainda assim pelo menos é uma forma funcional que não te faz perder nada, diferente da forma como a energia do jogo funciona.) e conseguir desbloquear algo, mas as missões em geral precisam de energia e quando acontece o problema que citei acima é bem chato.


As opções de RPG em formar seu personagem são boas, mas também bastante limitadas e os itens que podem ser comprados para mudar a aparência do seu personagem são bem carinhos também e o dinheiro de mentira que você ganha no jogo não é o suficiente para comprar a maioria desses itens, e como esse dinheiro também é necessário para algumas missões dentro do jogo, a melhor opção fica sendo não gastar com a aparência e sim com as missões em si.
E as roupas e itens mais bem feitos estão no formato de dinheiro que só se consegue usando dinheiro de verdade, então... Mais uma vez, aqui estamos.


O jogo tem um formato legal e personagens até que interessantes que acompanham a jornada do protagonista que você cria, as aulas são divertidas, mas alguns podem argumentar que são bastante repetitivas e a situação da energia é bastante irritante por que ás vezes impede que você continue o jogo e isso pode ser desanimador.
Em resumo Hogwarts Mystery tem uma premissa genial e um enredo divertido, mas tem vários problemas que vão precisar ser arrumados para que a maioria de nós continue jogando por um longo período de tempo. 
E Mérula entrou pra lista de personagens mais odiadas do mundo de Harry Potter, aquela bichinha é uma filha da mãe! Dá vontade de bater nela.


Agora que dei uma passada por cima de tudo o que rola no jogo, vamos ao que muitos de vocês que já estão jogando querem saber... Como conseguir mais energia em Hogwarts Mystery:


sexta-feira, 23 de março de 2018

Real de Katy Evans é um livro "okay".

Li este livro por indicação de uma autora amiga minha, e o livro não é ruim, mas também não é bom, ele é apenas... Okay. Mas tem algumas coisinhas também muito problemáticas. Mas não se preocupe, este post não contém spoilers.



quarta-feira, 14 de março de 2018

VÍDEO: A TAG de Doctor Who ataca novamente!

Olá meus cupcakes, como vocês estão? Eu estou super bem e trabalhando para manter o blog atualizado, o canal do youtube ativo e ainda escrever Monstros Divinos, ufa, muita coisa e pouca Stephane, mas a gente faz funcionar haha
E hoje vim trazer para vocês a tag de Doctor Who toda lindona e agora em HD! Espero que gostem.





sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

A ruiva do 13 Ideias que não parava de falar e o Podcast do DWBR!

Olá meus cupcakes! O podcast do DWBR saiu e aqui estou compartilhando essa maravilha!


A ruiva favorita de vocês aparece no Podcast a partir dos 18 minutos, mas não é pra pular viu? O podcast inteiro sobre a regeneração está muito interessante, e todas as participações foram incríveis.
A gravação do podcast foi uma experiência muito legal e amei compartilhar tudo isso com a galera que estava lá e agora compartilhar isso com todos vocês!
Obrigada Fnac, BBC, Livraria Cultura, Suma das Letras, Freddy, Thais e Bárbaro por fazerem tudo isso possível! E claro, obrigada também a moça toda de rosa da Fnac que foi uma fofa e cuidou de tudo não deixando nada ficar bagunçado haha